O Maraca é nosso (Flamengo 0 x 2 Cruzeiro)

Thiago Neves decide mais uma vez e garante vitória do Cruzeiro contra o freguês rubro-negro. Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro E.C.

Salve guerreiros! Depois de empatar em Salvador em jogo em que arbitragem interferiu diretamente no resultado, o Cruzeirão Cabuloso jogou a primeira partida das oitavas da Copa Libertadores 2018 fora de casa contra o Flamengo! Aliás, fora de casa não, fora de Minas Gerais já que time joga como se estivesse em casa.

Assim como na final da Copa do Brasil 2017, o Cruzeiro teve controle do jogo e teve a torcida lotando setor visitante. Não basta isso, a China Azul, assim como no ano passado, calou o Maracanã. Quem estava no estádio ou acompanhou o jogo pela TV só conseguia ouvir a torcida do Maior de Minas.

Deu orgulho de ver o time em campo ontem. Todos os jogadores dedicaram o jogo todo e foram eficientes quando foram ao ataque. O resultado de 2 a 0 fora de casa – gols de De Arrascaeta (agora maior artilheiro estrangeiro na história do Cruzeiro de forma isolada) e Thiago Neves – permite que La Bestia Negra perca por 1 gol de diferença na Toca III no jogo de volta, marcado para o dia 29 de agosto.

Antes, no entanto, o time estrelado jogará pelo Brasileirão e pela Copa do Brasil na semana que vem: mesmo Flamengo de novo no Maracanã (com time misto ou até reserva) e Santos no Mineirão. Com vitória no primeiro jogo de ida na copa nacional, o clube segue “tranquilo” para garantir classificação nos dois torneios eliminatórios que disputa e buscar o tri e/ou hexa!

FLAMENGO 0 X 2 CRUZEIRO
Motivo: Jogo de ida das oitavas de final da Copa Conmebol Libertadores
Data: 08/08/2018 (quarta-feira), 21:45 horas
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro
Público: 41.533 pagantes | 45.967 presentes
Renda: R$ 3.273.749,00
Árbitro: Néstor Pitana (ARG)
Gols: De Arrascaeta, aos 9 min. do 1º tempo; Thiago Neves, aos 34 min. do 2º tempo
Flamengo: Diego Alves; Rodinei (Pará), Léo Duarte, Réver e Renê; Cuéllar; Everton Ribeiro, Diego, Jean Lucas (Vitinho) e Marlos Moreno (Lincoln); Fernando Uribe. Técnico: Maurício Barbieri
Cruzeiro: Fábio; Edilson, Dedé, Leo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Robinho (Rafinha), Thiago Neves (Ariel Cabral) e De Arrascaeta; Barcos (Raniel). Técnico: Mano Menezes
Cartões amarelos: Cuéllar (Flamengo); Thiago Neves e Robinho (Cruzeiro)

Por Sidney Júnior

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *