O grande criador do charmoso Troféu Binhá

Em primeira mão, o site Del Rey Esportes traz uma entrevista com Bini, o fundador do Troféu Binhá. Confira abaixo como surgiu e como é ter criado um evento tão engrandecedor:

Del Rey: O que te levou a criar esse torneio?

Bini: Na época eu era diretor de natação e também professor do Athetic Club, em 1989 eu propus esse projeto a nossa diretoria e que foi muito bem aprovado, na época a presidência nos autorizou a realizar o evento e esse ano estamos realizando a 29ª edição. Posso dizer que é um evento que deu certo, um torneiro que conta com a participação do Campos Das Vertentes e a capital Belo Horizonte, já contou com participantes também do Rio de Janeiro e Três Rios, tivemos mais de 12000 atletas no Troféu Binhá.

Del Rey: Qual o incentivo da criação do Troféu Binhá?

Bini: Luiz Alberto Bini Couto, tinha esse apelo Binhá. Faleceu em 1985 e era goleiro de futsal do Athletic Club e eu resolvi homenageá-lo. O motivo de tal homenagem para um atleta que não era da natação foi por ele ter sido uma pessoa maravilhosa, foi ele quem me ensinou a nadar.

Del Rey: Qual o principal objetivo do Troféu Binhá?

Bini: O principal objeto é o destaque das categorias desde o pré-mirim até o máster, temos atletas de noventa anos. Incentivar as crianças desce cedo tomar gosto pelo esporte.

 

Del Rey: Como é feira a preparação do atleta da natação?

Bini: Isso fica a cargo de cada professor, de acordo com suas categorias.

Del Rey: Em 2019, será uma data especial, o evento completará 30 anos de edição. Existe algum projeto em especial pra um momento importante como esse?

Bini: Ano que vem já estaremos pensando junto com a nova presidência do clube, o nosso pensamento é unir os 30 anos do Troféu Binha junto aos 110 anos de Athletic Club.

Del Rey: Qual o sentimento em ver que uma ideia sua deu tão certo e tomou uma projeção tão grande?

Bini: É difícil de falar, fico até arrepiado. O reconhecimento é enorme, todo edição eu nado e sempre falam “o idealizador do evento vai nadar” e eu fico muito feliz. Meu professor Barão está comigo desde o primeiro ano e me ajuda muito. O retorno mais gostoso é contar com o apoio do Athletic Club e de todos os participantes que já vieram. Fica também uma satisfação enorme.

Del Rey: Vocês pensam em projetar o Troféu Binhá em nível nacional?

Bini: Chegar em nível nacional é difícil, precisamos ter o apoio da Federação Aquática Brasileira e precisaríamos aumentar a piscina para realizações com o país inteiro. E como eu disse, esse evento é uma forma de incentivar as crianças.

 

Del Rey: Qual é o reflexo da natação na vida pessoal do atleta?

Bini: A natação hoje é um esporte sem lesão, ela te ajuda no desenvolvimento de atividades aeróbicas e anaeróbicas, o trabalho cardiovascular, ajuda no tratamento a bronquite e asma. Hoje vemos também que existe a hidroterapia, que é uma forma de recuperação para as pessoas.

 

Kellton Wenzel de Castro

Estudante de jornalismo Interessado pela área de Esportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *