Ex-jogador do América, Cláudio leva garotos da rua para o futebol”

A campanha do América no atual Brasileiro tem chamado a atenção. Desde o início do torneio, o Coelho tem se demonstrado equilibrado e bastante competitivo. Mesmo com a saída do técnico Enderson Moreira, para o Bahia, o time continua sólido sob o comando de Adílson Baptista e sonha em conseguir a permanência na Série A, algo que seria inédito na história (sempre que o Coelho jogou a primeira divisão em anos que havia rebaixamento, acabou caindo).

Em paralelo a isso, conversamos com Cláudio, meia-atacante que jogou no América durante a década de 1990, saindo pouco antes da histórica conquista da Série B de 1997 para jogar no futebol argentino. O ex-jogador falou com o Del Rey Sports sobre seu projeto na cidade de Ouro Branco, que visa levar crianças carentes para o mundo do futebol. Confira como foi o nosso bate-papo:

 

Você tem um projeto que visa ajudar crianças carentes. Como funciona?

Sim, tenho essa equipe de jogadores jovens faz um ano, jogadores esses todos da cidade de Ouro Branco. Meu objetivo é poder buscar outros jogadores da nossa região, mas isso requer muito recursos que estou lutando para conseguir. No momento, participamos de campeonatos dentro da cidade de Ouro Branco com muita dificuldade por falta de apoio, mas estamos caminhando.

 

Você consegue ter uma dimensão da importância desse projeto?

Eu, como ex-jogador, sei da importância desses projetos sociais, além de tirar os jovens da rua e dar a eles uma chance que eles achavam que não teriam de tentarem realizar um sonho. Dentro do meu grupo tem jogadores de qualidade, que lhes falta essa oportunidade de poder mostrar seu potencial.

2ª Copa arena Fut-7 2018

Como surgiu a ideia desse projeto?

A ideia surgiu quando montei uma equipe de garotos para participar de torneios e campeonatos da cidade e vou te dizer estou muito feliz, porque já se vai um ano ou mais que consigo reunir jovens na idade de 17 até 19 anos, que uma missão quase impossível. Só não é porque eu consegui fazer isso.

Quais a maiores dificuldades que você encontra? Existem apoiadores?

A maior dificuldade é conseguir apoio financeiro. Eu creio que deva de ser pela situação que o país está passando, mas acho que falta também um pouco de boa vontade de certas pessoas. Mas tenho conseguido alguma ajuda pra está participando das competições. Infelizmente não temos espaço para treinamentos, porque os campos daqui são todos particulares e não tenho condições de pagar um aluguel do espaço. Mas tenho fé em Deus e peço a ele todos os dias que me dê força, persistência e sabedoria para alcançar o meu objetivo que é poder legalizar o projeto e poder buscar ajuda financeira, abrir mais o leque e poder conseguir o espaço necessário para esta preparando essa garotada. E depois tentar introduzi-los no meio do futebol profissional através de amistosos com outras equipes desse meio.

 

Algum clube já se interessou em apoiar o projeto?

Clubes ainda não, porque estou no processo de legalização do projeto. Preciso regularizar os documentos, outra dificuldade que estou encontrando, devido aos valores das taxas de registro do estatuto, para federar o clube na FMF ( Federação Mineira de Futebol) e também de montar uma estrutura física, com campo, materiais de treinamento, uniformes e principalmente de transporte, estadia e alimentação para fazer jogos fora da cidade.

Existe um caso em especial que você se lembre e queira compartilhar com a gente?

Tem um caso de um garoto que jogou na equipe no ano passado e eu não esqueço. Ao término de uma partida, esse jovem se aproximou de mim e disse: “professor, obrigado pelo que o senhor está fazendo por mim e por meus amigos, tirando um pouco do seu tempo com a sua família para nos proporcionar a alegria de fazermos o que gostamos, nos tirando nem que seja algumas horas do caminho que pode nos levar as coisas ruins que este mundo nos oferece. Muito obrigado mesmo, de coração”. Depois desse dia, busco mais forças para seguir lutando pelo meu objetivo no projeto, e as coisas vão melhora tenho fé em Deus que essa ajuda vai aparecer.

C10 Sport

Você atuou num momento em que o América estava afastado do Brasileirão. O que você enxerga do clube hoje? Acredita na permanência na Série A?

Vejo no América de hoje um clube mais maduro e com o pensamento de caminhar passo a passo, e que o objetivo neste ano é de preparar a equipe para se manter na primeira divisão do Campeonato Brasileiro. E a cada jogo vejo que jogadores, comissão técnica e diretoria estão trabalhando juntos para que a permanência na Série A seja concretizada e eu acredito que isso vai acontecer.

Cláudio atuando pelo America-MG

Por: Eder Moura

Abaixo, algumas camisas usadas por Claudio ao longo da carreira.

Club Esportivo Ben Hur ( Argentina)
Club Atlético Argentino
U.R.T – Minas Gerais
Club Atlético Newell’s Old Boys ( Argentina)

 

Cláudio recebendo a faixa de Campeão Brasileiro Juvenil 1993

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *