Na briga pelo Titulo

Sem gols

Por: Cristiano Giovanni

Já classificados para o Módulo de acesso em 2019, Athletic e Coimbra ficam no zero no primeiro jogo da Final

Athletic Club x Coimbra

 

Há um certo consenso entre os analistas esportivos que afirma que finais de campeonato costumam ser mais tensas que emocionantes. O primeiro jogo da final da Segundona do Campeonato Mineiro entre Athletic e Coimbra foi um bom exemplo disso. É bem certo que o fato de ambos já estarem classificados para o módulo de acesso em 2019 tirava um pouco a urgência da vitória, mas havia um troféu em jogo. Os pouco mais de mil torcedores que compareceram ao Estádio Joaquim Portugal na tarde desta quarta-feira presenciaram uma partida muito corrida com duas equipes cheias de disposição em campo, porém, sem grandes chances reais de gol. Ao fim do jogo, um zero a zero quase sem graça, não se tratasse de uma final.

A presença de protocolos oficiais dignos de grandes partidas da Série A Brasileirão, como a execução do hino nacional e o minuto de silêncio antes do apito inicial, davam o tom da importância da partida. Além disso, o efetivo policial foi muito maior, assim como a presença de órgãos de imprensa e até mesmo de torcedores (incríveis 1080 pagantes em uma tarde de quarta, o maior público do Esquadrão em casa). Mas o jogo era, de fato, grande. E o adversário também: líder da primeira fase, melhor ataque, defesa menos vazada, artilheiro da competição. Um perigoso Coimbra que, mesmo sem alguns jogadores importantes (as ausências de Bruno Mineiro e Filipe surpreenderam), partiu para o ataque desde o primeiro minuto. Um time confiante e bem treinado.

Do outro lado, o Athletic teve muitos méritos e mereceu como ninguém a vaga nesta final. E os adversários sabiam destas qualidades. Por isso, Igor Bádio teve pouquíssimo espaço para jogar, preso na marcação de Breno e do excelente Carciano. De acordo com palavras do artilheiro, “Hoje nós sabíamos que ia ser um jogo  difícil, nós que somos atacantes vivemos de uma bola, hoje por infelicidade a bola não chegou pra gente,”. Sem Caporã, expulso em São Gonçalo no jogo que garantiu o acesso, Nathan ocupou a vaga no ataque e foi quem deu mais trabalho para a defesa adversária. Lá atrás, a dupla de zaga não fazia por menos e fechava todos os espaços.

Igor Badio Artilheiro do Esquadrão de Aço

 

Ao fim da partida, o capitão Sidmar falou com nossa equipe. “É um jogo muito difícil bem estudado, nossa equipe fez um  grande primeiro tempo , agente conseguiu neutralizar as jogadas  da equipe do Coimbra e conseguimos  jogar,”, analisa o zagueiro. Após um primeiro tempo de poucas oportunidades e com o Athletic tendo mais a posse de bola, as equipes foram para o vestiário com o placar inalterado. O segundo tempo não foi muito diferente. Pouco trabalho para o goleiro do Coimbra. O time de Contagem até foi mais perigoso, mas Jefinho, quando acionado, foi muito bem.

Capitão Sidmar

O empate sem gols adiou a decisão para sábado, no Estádio Independência, em Belo Horizonte. O capitão alvinegro espera melhoras no time para a decisão. “No segundo tempo a equipe deu uma caída, tivemos alguns erros , mas tenho certeza que pra sábado o Cicinho vai ajustar, que agente possa fazer um grande jogo e buscar o titulo pois está tudo em aberto”, conclui o camisa 4. De fato, é preciso jogar melhor. Giacomini, treinador do Coimbra, deu a entender que Bruno Mineiro e Filipe devem voltar. Um jogo que tende a ser ainda mais complicado para o time sanjoanense. Assim como foi complicado vencer o até então invicto Valeriodoce fora de casa. O campeonato já mostrou que não há nada impossível para este Esquadrão.

 

Após o termino da partida o treinador Cicero Junior deu um relato sobre o que foi a partida

“Foi um jogo duro, a gente sabe que o campo, por mais que estejamos jogando em casa, prejudica quem esyta buscando o jogar. E quem vem pra defender leva vantagem pois a bola fica muito viva. E agente realmente não conseguiu fazer o resultado, criamos muito poucas condições de fazer o gol, mas está bom vamos decidir no Independência campo neutro um gramado fantástico, vai ser legal pra gente.”

Treinador Cicero Junior

Assim como toda a equipe Matheus  que entrou no decorrer da partida e também citou a dificuldade que encontraram em campo “Nós sabíamos que iria  ser um jogo difícil, eles tiveram uma boa classificação igual agente  que também foi bem difícil, mas agora é trabalhar porque no sábado vai ser um jogo bem complicado também.”

 

 

Lances e fotos da partida :

 

Equipe Coimbra

 

Aquecimento dos goleiros do Coimbra

 

Taça de Campeão

 

Jogadores do Athletic entrando em campo com os mascotes

 

Athletic Club

 

Casa Cheia

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *