Athletic perde para Coimbra e se distancia da classificação

O Athletic voltou a perder em casa e vê sua classificação para o G4 se tornar muito improvável. Com mais uma arbitragem controversa, o Esquadrão repetiu o roteiro dos últimos jogos. Jogou bem a primeira etapa, teve a chance de matar o jogo, mas acabou cedendo a vitória para o Coimbra no fim da partida.

Logo no início da peleja, um grande alento para os donos da casa. O lateral Vitor Hugo fez falta violenta em Rudimar e recebeu cartão amarelo, mas quando o árbitro viu as marcas da chuteira  na perna do centroavante, tirou o amarelo e aplicou o vermelho.

O Coimbra, justificando a colocação na tabela, não se intimidou com a expulsão e meteu uma bola na trave.

Mas aos poucos, o Athletic foi tomando conta da partida.  Aos 10 minutos, Mococa partiu pra cima do marcador e sofreu falta na entrada da área, Bruno bateu por cima do travessão.
Na sequência, escanteio pro esquadrão. Thales tentou  de cabeça, mas o goleiro defendeu.

Logo depois,  Edson Zezão invadiu a área sozinho e perdeu o gol. Aos 22 minutos, o gol do Clube são-joanense. Rudimar, mesmo lesionado, invadiu a área e não perdoou. Um prêmio para o aguerrido atacante.

O alvinegro quase amplia em um rápido contra-ataque, Morassi esticou pela direita e cruzou, mas o zagueiro  colocou para a linha de fundo.

 

Segundo tempo

 

 

Quando o segundo tempo começou, parecia que o time da casa iria continuar dominando a partida. Mococa escapou em uma jogada de velocidade e foi parado novamente com falta. Igor bateu e Glaycon  jogou pra escanteio.

Porém, pouco tempo depois, a história do jogo começou a mudar. Aos 6 minutos, Rudimar, até então o melhor em campo, sentiu a contusão do primeiro tempo e não conseguiu continuar.

Igor Felipe o substituiu, mas acabou tomando  2 cartões em 3 minutos,  deixando  o Athletic com 10 jogadores em campo.

Novamente o Esquadrão perdeu o controle emocional. Um par de minutos depois da expulsão,  o gol de empate do Coimbra. Igor Oliveira não tomou conhecimento do marcador e bateu de canhota, sem chances para o goleiro Gilson.

Aos 16 minutos, Nathan, que já tinha cartão amarelo, fez falta desnecessária. O árbitro acabou dando o segundo amarelo e o  alvinegro ficou apenas com  9 jogadores em campo.

O auxiliar técnico, Ricardo Magno, sacou Edson Zezão e colocou Matheus Gomes. A idéia era fazer duas linhas de quatro e tentar alguma jogada de transição.

O Coimbra ensaiou uma pressão, mas Gilson salvou em três oportunidades.  Aos poucos a partida foi se equilibrando, mesmo com  o Esquadrão jogando com um  a menos.

Já nos acréscimos, o Athletic ainda teve a entrada do zagueiro Barbosa no lugar do atacante Mococa. Diante das circunstâncias do jogo, o empate não seria um resultado tão desastroso.

Contudo, ao apagar das luzes, no último lance do jogo, Thomaz fez o gol da vitória do Coimbra, ao acertar  um chute da intermediária no canto direito de Gilson.

Com o objetivo da  classificação muito longe, ao Athletic, resta agora, juntar os cacos e ir para Uberlândia tentar pontuar. Isso  para não sofrer com a possibilidade de rebaixamento nas rodadas finais.

 

 

Outros resultados

No Uberabão, o CAP Uberlândia venceu a equipe da casa,  entrou no G4 e ainda complicou o Uberaba.

Em Teófilo Otoni, o América perdeu para o Serranense e viu a meta  de voltar ao módulo I mais distante. Já o Clube de Nova Serrana, deu um grande  passo para se classificar.

A rodada termina nesta segunda com  mais dois jogos:

O Democrata de Valadares recebe o Uberlândia no Mamudão, enquanto o Nacional  enfrenta o Democrata de Sete Lagoas,  em Muriaé.

 

Após a partida o Treinador Cicero Junior falou na coletiva :


 

 

Galeria de fotos da partida.

 

Fernando Souza

Fernando Souza é Rubro Negro nato, torcedor do Athletic, formado em Filosofia pela UFSJ,  apaixonado pela  cultura mineira e aficionado pela história do futebol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *